Paulo Guedes é o preço da piada Bolsonaro, por Celso Rocha de Barros

Folha -  Chegou a hora de saber se você, que se divertiu com todo o lado “politicamente incorreto” de Bolsonaro, está disposto a perder...

Agradeço o clique na propaganda dos anunciantes

Guarda-me

Guarda-me como se eu fosse um verso de amor que o tempo não é capaz de apagar de ti 
Guarda-me como os versos que a gente escrevia nos troncos das árvores e não se apagaram como aqueles que a gente escreveu a beira do mar
Guarda-me como se eu fosse uma canção que ecoa em teus ouvidos no silêncio do teu quarto antes de dormir 
Guarda-me como te guardo em mim

Desconheço o autor (a)
Imagem relacionada
***