Poesia da noite

Tão bom morrer de amor e continuar vivo

by Mário Quintana