Da ira

Lições de vida


Para lutar bem, é fundamental ver com clareza os rumos do conflito.
O bom combate é necessário. Mas o bom combate não aceita o ódio, porque o ódio cega. Para evitar esta cegueira, o guerreiro procura olhar as coisas boas que seu adversário lhe fez durante todo o tempo em que conviveram juntos. Tenta ver o que o levou a ter esta reação violenta, quais os ferimentos que lhe causou sem querer.

Busca descobrir o que fez um dos dois desistir do diálogo. E lembra-se: o combatente cego está perdido no meio da batalha. Ninguém é totalmente bom ou mau. O guerreiro pensa nisto, quando pensa em seus adversário. 
                                                                                                                Paulo Coelho